fbpx

Mais vendidos

Já disponível “Teologia Natural”, de Alister McGrath

                                                                     Lírios (Les iris, de Vincent van Gogh, 1889).

“Olhai para as aves do céu”, “olhai para os lírios do campo”, disse Jesus.

“Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos”, diz o salmista.

“Os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e divindade, são vistos claramente desde a criação do mundo e percebidos mediante as coisas criadas”, diz o apóstolo Paulo.

As Escrituras são ricas em descrever a manifestação da glória de Deus em toda a sua criação. E porque Deus se manifesta na natureza, somos encorajados a glorificá-lo por suas maravilhosas obras.

Ao longo da história, teólogos e filósofos, agindo com boas intenções, elaboraram métodos por meio dos quais seria possível provar a existência de Deus apelando à natureza. Contrariando essa compreensão clássica e predominante de teologia natural, porém, Alister McGrath nos apresenta o livro “Teologia Natural: Uma nova abordagem“, onde nos brinda com uma nova perspectiva sobre o assunto, resgatando a importância da teologia natural e fortalecendo o seu conceito.

Para McGrath, como a natureza por si só é incapaz de revelar o Deus cristão, precisamos desenvolver uma teologia natural encarnacional (isto é, a partir da doutrina da encarnação de Cristo), pois a decisão divina de habitar a ordem material na encarnação é capaz de revelar o divino.

Nesse sentido, a natureza é como um “segredo revelado”, publicamente acessível por meio de uma cosmovisão cristã, entendendo aquilo que é observado a partir das lentes do evangelho e não por meio de provas, estritamente falando. Nas palavras de McGrath,

“A proficuidade explicativa do cristianismo é defendida por ser ele visto em consonância com o que se observa. ‘Acredito no cristianismo como acredito que o sol nasceu, não apenas porque o vejo, mas porque por meio dele vejo tudo o mais’. Essas palavras finais do ensaio de C. S. Lewis, ‘Is theology poetry?’, apresentam a visão cristã de que a crença em Deus esclarece a perspectiva intelectual, permitindo que as coisas sejam vistas de sua perspectiva verdadeira, de modo que a coerência interna da realidade possa ser apreciada.”

Sem dúvida, uma leitura indispensável a todos que se interessam por cosmovisão, teologia pública e apologética.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *